20 de mar de 2011

PRATOS AMARELOS

Tenho reparado já faz bem tempo, a cor dos pratos alheios. Sento em restaurantes, sobretudo os "self service" e vejo somente uma comida amarela nos pratos de todos, posso dizer todos mesmo, pois é isso que ocorre.
É uma quantidade de gordura e carboidrato sem tamanho. Ontem mesmo eu reparei, sentaram duas crianças e o marido, enquanto a esposa e outra senhora que estava com ela foram servir os pratos. Retornam as duas, cada uma com dois pratos, cujo conteúdo de todos era o seguinte: arroz, batata frita, calabresa frita, coxinha, macarrão com molho de tomate e coxa de frango frito. Logo após o marido, que havia se levantado para se servir também, retorna com o mesmo conteúdo no prato.
Presenciei uma cena dantesca, todos comiam tão rapidamente, com caras de poucos amigos, que quase deixei meu prato pela metade e me retirei. E pra finalizar com um dado triste, todos na mesa eram obesos.
E é gritante como o número de obesos tem aumentado. E como é assustador o incentivo à má alimentação. É restaurante "fast food" em toda esquina. É comida mal feita, gordurosa e sebosa exposta como um manjar divino. São pais que fazem com que os filhos comam mal desde o desmame.
Além disso, comida saudável e natural passou a ser um luxo e é comercializada como tal. Não entendo como um arroz integral, que é menos beneficiado, pode ser vendido a um preço muito maior que o parbolizado. Sem contar os orgânicos, seu valor é inibitório pra população geral.
É de se entristecer e em conjunto a tudo isso acompanham as comorbidades, pressão alta, diabetes, depressão, câncer e lá vai uma lista longa.
Pois bem caro leitor, caso seja este seu caso, repense no que coloca boca adentro, afinal de contas seu corpo não é lixeira.
É apenas uma constatação que queria compartilhar.

Um comentário:

  1. Ainda bem que hoje eu almocei uma salada de rúcula, tomate e mozzarella de búfala, bem branquinha...Nada amarelo, Ju, juro! Bom, talvez só o pãozinho pra acompanhar...

    ResponderExcluir