19 de out de 2010

pH 6

Pirralho de uma figa, faz-me raiva novamente, que lhe corto a mesada. Lave as mãos antes de comer, limpe a titica preta sob as unhas. Tire o fone do ouvido e compadeça-se de seus dias.
Desacredite de que sempre será a primeira vez, e de que toda primeira vez será pra sempre.
Incentive a insônia por temer que o tempo voa ao dormir. Sua dor no peito, pode não ser apenas pela bolada do futebol ou pelo soco do recreio. Faça planos, incluindo um de saúde.
Suas poluções, são as incontinências. Ah símio vil descascador de bananas.
Não queira mais ter a razão. Assumir a culpa acalma a fúria. Analise, critique, nunca seja impulsivo. Beba, coma e aja com moderação. Se emburreceres, que fique sem movimentos nas mãos, fique mudo ou pelo menos finja-se de morto.
Sua mãe tinha razão quando lhe dizia pra nunca aceitar nada de estranhos. Com o dinheiro da mesada, compre ou crie seus próprios conselhos.
Cale-se, tenha audição seletiva e modos polidos. Obedeça os mais velhos, mas dê um soco quando a razão sumir. Peça de dia das crianças um lança chamas da Glaslite e um Aquaplay pra apagar o incêncio. E quando o saco encher, Pense Bem e suma no seu Pogobol.

Nenhum comentário:

Postar um comentário